SimCity: Diretor criativo fala sobre fracasso do jogo

Mais de 3 anos após seu lançamento em março de 2013, Ocean Quigley, diretor criativo de SimCity, falou abertamente sobre o fracasso do jogo para Ben Hanson do site GameInformer's. Confira abaixo a entrevista traduzida:

Ben Hanson: Esse incentivo da EA em exigir uma conexão sempre online é para os jogadores ficarem um passo mais perto de micro transações ou há outra ideia para incentivar tanto a conexão com a internet?

Ocean Quigley: Eu acho que naquele momento era como a EA enxergava o futuro. "É assim que as coisas vão ser". "Você terá um mundo de jogos sempre online, sempre conectado, e vamos fazer com que SimCity alcance essa gloriosa visão do futuro".


"A EA queria fazer com que fosse uma plataforma, uma plataforma sempre em evolução, em que eles poderiam construir e desenvolver coisas nela. […] A tecnologia avançou muito. Nós não tínhamos a estrutura de back-end para realmente alcançar isso, obviamente." Quigley explicando a situação da 'queda de servidores' no lançamento de SimCity em 2013. "O resultado de tudo isso, de salas de servidores em chamas foi, bem... - é como se você fosse alguém em um navio naufragando, e você fez um bom trabalho de sua parte, mas isso não importa. Não importa se você fez todas essas coisas bonitas, porque o resto do navio está explodindo."


Mais tarde, Quigley falou sobre o que SimCity originalmente poderia ter sido mas que ficou limitado pela questão da conexão constante com a internet: "A visão eventual foi que toda a região – os amplos 23km por 23km – seria uma potente cidade, e você poderia construir em qualquer lugar dela," disse Quigley. Ele acrescentou que o mecanismo de simulação de SimCity "poderia nos permitir aumentar, eventualmente, para cidades cada vez maiores."

Para a entrevista completa com Ocean Quigley sobre o SimCity, confira o vídeo abaixo (em inglês).

Categories: , ,