The Sims 4 é uma melhor reflexão do que somos hoje

Os Sims são a expressão máxima do transhumanismo, com suas constantes transformações fundamentais, alimentadas por tecnologia e um reflexo de como a verdadeira humanidade está mudando.


Como os primeiros filhos da geração do Twitter, imersos na internet, os avatares de The Sims 4 não serão apenas capazes de multitarefa, eles vão ser melhores em várias coisas.
Quando um Sim no mundo do The Sims 4, a mais recente versão do jogo de computador, realiza várias tarefas, ele é capaz de desenvolver habilidades individuais, ambas com taxa regular. O jogo "tem que ser natural e fazer sentido para nós, seres humanos de hoje", disse Rachel Franklin, vice-presidente e produtora executiva do The Sims 4. Isso significa que os Sims podem, por exemplo, comer e falar ao mesmo tempo ou fazer exercício e conversar, ou ver televisão e mandar mensagens...

Como os Sims originais foram baseados nos conceitos da hierarquia de necessidades de Maslow, um colapso psicológico da motivação humana, muitas vezes descrito como uma pirâmide, cada vez mais The Sims está tecendo nuances para essas idéias.
"No início, The Sims foi baseado nas necessidades", disse Franklin. "Como conciliar o seu tempo para satisfazer suas necessidades e ter mais dinheiro para comprar coisas melhores. Nós evoluímos os Sims ao longo do tempo, ao longo de gerações."

A capacidade natural da geração de hoje em dia tem multitarefa com exito, e é apenas mais uma faceta da interação humana que a equipe notou que fosse importante para o jogo, disse Franklin.
Alguns estudos recentes descobriram que a Geração Y e Geração Z, ambos os membros doa geração da internet, são melhores em sucesso multimídia e multitarefa. "Os seres humanos são mais complexos", disse Franklin. "Nós fazemos coisas diferentes ao mesmo tempo, nós fazemos multitarefa".
A adição de multitarefa não é a única mudança que vem para os Sims com The Sims 4. Talvez a maior mudança é a capacidade de emoções afetaren diretamente os Sims.


A jogabilidade emocional foi impulsionada pela ideia de que na vida real as emoções impactam o modo como as pessoas agem e atuam em todos os aspectos de suas vidas. "Se eu estou em um estado emocional terrível eu não vou fazer as coisas bem", disse Franklin.
"Se eu estou inspirada e impulsionada, eu vou fazer o meu trabalho melhor e isso vai ajudar."
"Esta dimensão proporciona uma camada de humanidade para o nosso jogo."
Enquanto a jogabilidade emocional foi demonstrada durante a conferência de imprensa da Electronic Arts na Gamescom, a demonstração não era um exemplo típico da forma como funciona, Franklin disse.
A equipe fez um Sim usar um boneco vodu para causar um "ping-pong" emocional em outro Sim. Este é um item disponível no jogo. Mas essa não é a maneira que geralmente vai funcionar, ela foi usado para mostrar rapidamente o impacto das emoções.
"As pessoas não andam por aí e vão ficar furiosas", disse Franklin. "Foi uma maneira de chegar lá rapidamente [em cena]. Na jogabilidade do The Sims 4 você afeta seus Sims através da própria jogabilidade. Não basta pressionar um botão para fazer um Sim com raiva, e sim as escolhas que você está fazendo. Coisas como as ações que seu Sim realiza e outras influências, como a decoração de uma sala, objetos específicos, até mesmo as roupas que vestem.


"Nós estamos realmente permitindo que o usuário tenha controle para onde estão empurrando seus Sims. Mas agora você começa a fazer isso com as emoções também."
Outra grande mudança chegando ao The Sims 4 é a forma como os Sims e seus ambientes são formados e moldados.
"Nós tentamos repensar essas coisas", disse ela. "Precisamos torná-las mais táteis."
Agora os jogadores podem moldar o rosto dos Sims e seus corpos como se fosse uma escultura em argila, puxar, esticar, entortar.
"Este é o Criar um Sim que você sempre quis", disse ela. "Ambas as nossas ferramentas criativas foram redesenhados para os tornar mais intuitiva. Isso nos permite torná-las ainda mais acessíveis para novos jogadores."

O jogo também acrescenta algumas grandes atualizações para o modo construção, como ser capaz de ajustar a estrutura de uma casa sem ter que começá-la de novo. Há também a possibilidade de pegar e mover um cômodo totalmente pronto e decorado sem perder o trabalho.
Enquanto a equipe não fez nenhum anúncio, no entanto, disse francamente que seria uma "ideia fantástica" permitir que os usuários compartilhem totalmente um quarto criado e decorado com outro jogador.
"Temos quer pensar em como nossos jogadores serão capazes de se expressarem e partilharem as suas expressões", disse ela.

Texto originalmente publicado por Polygon. Tradução e adaptação por The Sims Style.